05 de Junho de 2013

As folhas verdes, colhidas demasiado cedo, deixam um vazio na sua árvore.

Mas rebentará sempre uma folhinha nova e sempre mais viçosa e fresca. No entanto, a folha velha deixa sempre algo de sabedoria para a árvore que a viu nascer e com quem teve longas conversas sobre a brisa, o vento, a chuva, o sol...

 

A sabedoria da Natureza é algo de Divino, tal como a sabedoria dos Grandes Mestres os quais, quando partem deixam, saudade mas deixam também uma folha nova e viçosa nos corações de quem ouviu a sua sapiência.

 

 

Professor Dr. António Rosa Mendes (UAlg)

publicado por luzesletrasimagem às 10:26

30 de Maio de 2013

Nestes últimos anos tenho me dado conta que estou a perder tantas pessoas que faziam parte do meu dia-a-dia de quando era criança/adolescente. Desde familiares a amigos chegados ou apenas conhecidos, todos eles têm perecido devido a doenças, acidentes, devido às agruras da vida que são muitas.

Hoje é um dia triste porque fiquei a saber do falecimento de 2 pessoas conhecidas. Não posso dizer chegadas porque não o eram, mas fizeram parte do meu quadro existencial de conhecidos/amigos.

 

Não me vou alongar muito no post porque já não há muito a dizer, apenas que é preciso sermos fortes e humildes porque todos teremos o mesmo fim, mais cedo ou mais tarde e apenas nos resta chorar e lembrar os que já partiram.

 

 

"What we do in life, echoes for all eternity"

publicado por luzesletrasimagem às 10:57

29 de Maio de 2013

Tenho andado num frenesim com os livros de romance histórico. Isto porque a Livraria Europa-América em Faro está com promoções e comprei lá dois livrinhos que estou a devorar como batata frita em pacote... apetece sempre mais um pouco :)

 

O autor/escritor destes livros é o Ross Lekie. Os livros falam, na primeira pessoa, da guerra de Cartago contra Roma. Aníbal contra Cipião.. bárbaros contra republica (res publica).

 

O primeiro livro chama-se Aníbal e retrata na primeira pessoa, do ponto de vista de Aníbal, sobre a guerra contra Roma. Toda a opressão/romanização de um Povo que conquistou quase todo o mundo conhecido de então.

O segundo, já vou quase no fim, trata do ponto de vista romano, ou seja de Cipião, o Africano. Acho este mais político, com as estratégias, as conversas, as intrigas dentro do Senado.

 

Ainda existe outro livro dentro desta colecção: Cartago.

 

 

 

 Cartago ainda não tenho. Mas tenho de passar pela EA para uma visita.

 

 

Arqueologia seria a minha vida se a situação económica e social deste país o permitisse, mas como não segui esse caminho fico-me pelos livros.

O período das civilizações da Antigudade são a minha perdição. Vivo numa zona que tem bastantecultura arqueológica: Milreu, Cerro da Villa, Portimão, Sagres, Tavira, Lagos, Alcoutim... e todos eles já visitei, alguns mais do que uma vez.

 

Também na FNAC encontrei uma colecção de livros sobre grandes nomes da Roma Antiga, os quais dão nome à colecção Romanos I, II, III, IV e V, cujo autor/escritor é Max gallo. Mas estes ficam para outro post ;)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por luzesletrasimagem às 09:10

29 de Abril de 2013

Este fim-de-semana (prolongado) foi caracterizado por uma mistura de sentimentos, sensações, alegrias, tristezas...

 

Na sexta fomos até à Biblioteca Municipal dar uma vista de olhos e visitar a minha amiga A.

Trouxe um livrinho para me entreter: "Filhos do Vento" de Francisco Moita Flores. Gosto imenso deste autor, acho que o meu favorito é "A Fúria das Vinhas". Estou a gostar imenso porque fala duma época da História Portuguesa que gostei imenso de estudar: O Estado Novo. Para além da história se passar no campo, da Estremadura ao Alentejo.

De resto, amores impossíveis, invejas, ciúmes, traição, comédia, mas tudo com sabor lusitano :)

 

No sábado quando cheguei à praça recebi uma notícia muito, muito triste. A senhora onde costumo comprar fruta e vegetais tinha falecido na sexta. Fiquei com um vazio enorme. Era uma senhora já de idade avançada, mas com uma genica que vejo em poucas pessoas mais novas.

 

Dona Vitalina, descanse em paz. Com a sua alegria de viver, de certeza que anima que estiver a seu lado agora.

 

Também no sábado, mas já em tons mais animados, o meu querido Pai fez 70 anos. Não parece :) e, obviamente, houve festa, mas no domingo. E, o melhor foi que o almoço ocorreu no Malhão que é perto do Alentejo, já na "fronteira". A ementa foi do melhor: javali com batata, passarinhos fritos, presunto, chouriço, pão da casa e claro, bolo de aniversário. Acho que o meu pai viveu o segundo dia dos 70 alegre, orgulhoso e com uma pontada de melancolia e saudade. Mas é mesmo assim. A vida é para se viver. Ao meu Querido Pai, que nos dê sempre a honra de nos acompanhar ao longo das nossas vidas, por muitos e bons anos.

 

 

publicado por luzesletrasimagem às 15:25

24 de Abril de 2013

Amanhã é feriado e o grande Presidente louvou-nos com uma tolerância de ponte na sexta, dia 26.

Só é pena que o dia não esteja a acabar da melhor maneira, mas pronto... Os nervos "dão cabo" duma pessoa e, qualquer coisa que nos digam é um drama pegado. Enfim, é complicado e, para mais, os dias que correm não têm sido os melhores.

Vamos ver se isto melhora.

Entretanto, bom feriado e que o dia 25 de Abril seja passado em pura harmonia e liberdade com nós mesmos.

 

foto minha - a bandeira portuguesa representada pela terra cultivada e por cultivar. Se não fosse a Terra, o que seria de nós?! Nem casa teriamos.

publicado por luzesletrasimagem às 17:27

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


subscrever feeds
blogs SAPO