05 de Abril de 2011

Letras que se espalham pela folha de papel

dizendo, apregoando o quanto me amas

sem um beijo, sequer,

uma laude ao ser tua mulher,

amar apenas o desejo da ilusão

será assim?! Um amor sombrio?!

Um aceno de paixão?!

 

Mais não sei dizer,

apenas que ao som da tua voz

sinto a imensidão

aquela sentida emoção

de ser tua carne e teu sangue,

amante alegre nos teus braços.

 

Quem mais te amaria tanto,

se não fosse este coração

que bate e sente o amor

que se desmancha em pranto

quando longe está a emoção

dos teus lábios doces e do seu calor.

publicado por luzesletrasimagem às 17:14

hummm que fofa :)
la em casa a gente logo conversa ;P
bjs
5 de Abril de 2011 às 18:19

Que marido de sorte! Que poema lindíssimo!
5 de Abril de 2011 às 21:32

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO