22 de Junho de 2012

Os anos que passam

a memória fica mais clara

ou dissolvida

por entre as brumas

do esquecimento.

Não, não é momento de chorar,

de rir, de dançar

apenas é momento de refletir,

relembrar tempos que já lá vão

no monte, aquando da chegada

após viagem longa pelo mundo

desconhecido de então.

A alegria que trazias,

para além do cansaço e martírio da viagem,

faziam da casa grande um lugar mais claro

e veraneante.

As cores da roupa

que alegravam o interior escuro 

do Inverno que terminara.

Nada, alguma vez pode apagar as boas memórias

de criança que ainda guardo,

bem escondidas e com carinho.

 

E, por tudo isso e muito mais, muito origada Madrinha

e descanse agora em paz {#emotions_dlg.bouquete}

 

publicado por luzesletrasimagem às 09:08

Bonita homenagem, ela teria gostado com certeza. Um abraço grande amiga.
26 de Junho de 2012 às 21:08

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO