27 de Setembro de 2012

Aquele cheiro a terra molhada,

teu ventre que acolhe as gotas

que brotam do céu, como lágrimas

tuas e que

a ti retornam.

 

Mãe que a todos acolhe

e afaga com uma mão

quente e macia

quando os dias escurecem

nas nossas almas e

os nossos olhos se fecham

para as dádivas

oferecidas

por si.

 

Mãe de todas as cores,

de todos os credos

de todos nós, crianças

rebeldes.

 

Mãe, Sacerdotisa, Irmã

de todos os seres,

alcancarei eu algum dia

o teu lar,

junto de ti?!

e, a teu lado

ver envelhecer a eternidade.

 

 http://goddessofdivinelight.com/wp-content/uploads/2012/05/TheGoddess.png

publicado por luzesletrasimagem às 11:32

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
29

30


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO