30 de Novembro de 2012

Vivemos tempos difíceis,

difíceis de entender e governar

sabemos que irá mudar,

talvez um dia...

....... quem sabe.

 

A música é de liberdade

palavra expressiva e sentida

gasta nas bocas de quem a teme

e sabe que é essencial.

 

A Liberdade,

Amor e

Paz

serão todas de verdade?

Ou serão palavras vãs

vazias de vontade.

 

A Multidão tem medo

medo do amanhã,

do que está para vir

do que irá surgir e se insurgir

com tanta demência

e cortes ao civismo moderado

ao geral desagrado

de se ser Povo.

 

É uma ditadura esta fase

este governo, esta medida pioneira

que o estado inicicou.

E que a todos afectou,

dando asas ao medo

à manifestão,

ao desgosto

de viver, de sentir vontades.

 

Depois, vêm aqueles nobres ricos,

pobres de sentimento humanitário

que só querem

é viver num rico aquário

onde os peixes pequenos servem

e eles, tubarões de grande porte,

terão sempre a sorte

de fazer petições, assiná-las

e ganharem mais tempo

para no seu aquário

nadarem e matarem

à fome

aqueles que não vêm.

 

É muito nosso o Fado,

o Destino de quem sofre,

é mais um balão de enxofre

esta história de povo enganado

porque elegemos,

festajamos

e aplaudimos quem no pulpito está.

Se não queremos mais miséria,

é preciso uma mudança,

uma mudança de pensamento,

e já.

 

 

 

publicado por luzesletrasimagem às 12:27

Cartas a Si:
Eu sei que não gostas muito do estilo musical, mas este poema musicado com hip hop ficava lindo.
30 de Novembro de 2012 às 14:40

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
16
17

18
20
21
23
24

25
26
28
29


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO