12 de Outubro de 2010

Hoje tenho o coração

como um veleiro negro

que navega nos mares da tristeza.

As velas agarram o vento norte,

frio e insolente.

Bate a neblina

como um céu turvo

e triste.

 

Mas, no fim

ao chegar à linha do horizonte,

vejo uma pequena luz

que me guia

até à Eternidade.

 

Uma notícia que me abalou e deixou imensamente triste. Um grande amigo que partiu há já uns dias e só agora o soube.

Ele foi companheiro de escavações, um grande autodidacta, um colega e, acima de tudo, um grande Amigo.

 

Até sempre Peter Carey... ou irmão do Pai Natal

 

publicado por luzesletrasimagem às 11:26

Que bonita homenagem!
Perder um amigo é perder um pouco de nós. Lamento muito pela tua perda. Um abraço bem apertadinho
12 de Outubro de 2010 às 21:40

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
28
29
30

31


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO